Divulgador Científico

A divulgação cientifica e a partilha de conhecimento eram à época dos anos cinquenta e sessenta, em Portugal, algo de novo e estranho.

No entanto, para David-Ferreira, com a sua experiencia internacional em França e nos Estados Unidos, era algo de imperativo e urgente a fazer.

Para o progresso da Ciência são precisos vários pressupostos essenciais:

  • Mestres
  • Professores
  • Investigadores
  • Financiamento
  • Laboratórios devidamente equipados

Para obter esta massa crítica é imperioso promover a divulgação científica à população em geral e especialmente aos jovens.

No Instituto Gulbenkian de Ciência, José Francisco David-Ferreira e os seus pares representavam, durante o período 1967 a 1974, o primeiro nicho de investigadores e professores a fazê-lo com método e propósito.