Fecundação Artificial - Reflexões sobre o Progresso Científico e Tecnológico (Artigo)

DAVID-FERREIRA, José Francisco,"Fecundação Artificial. Reflexões sobre o Progresso Científico e Tecnológico", Revista Medicina, Nova série, 1, 1988, pp. 31-38.

 

FECUNDAÇÃO ARTIFICIAL. REFLEXÕES SOBRE O PROGRESSO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO

J. F. DAVID-FERREIRA
Instituto de Histologia e Embriologia. Faculdade de Medicina. Universidade de Lisboa.

Mankind is now confronted by two inseparable problems of awesome magnitude the uncontrolled growth of the world population and a serious shortage of food for the undernourished millions already born and for the millions yet to be born. ... the fact remains that some 200.000 persons are being added to the world population every day 74 million new mouths to feed every year.
Don W. Fawcett

Excerto:
Nas últimas três décadas tem-se assistido ao desenvolvimento de um interesse progressivo pelos estudos da reprodução. Esse interesse reflecte-se no número de artigos e livros publicados assim como no número de Sociedades, Congressos e outras reuniões especificamente dedicadas ao estudo de temas sobre reprodução. Esse interesse está, pelo menos em parte, relacionado com a tomada de consciência dos perigos potenciais, sociais e económicos da explosão demográfica. Os gráficos são conhecidos e apontam para um eventual desastre (Figuras l e 2).

Em consequência dessa tomada de consciência, o problema da regulação da fertilidade adquiriu um estatuto prioritário no campo da investigação biomédica e as verbas para o estudo dos múltiplos aspectos da reprodução têm sido substancialmente reforçadas. Os benefícios têm sido múltiplos e realizaram-se grandes progressos nas mais diversas áreas de conhecimento do progresso reprodutivo, da biologia molecular à biologia do comportamento.

Na nossa época tem-se igualmente assistido a uma mudança de atitudes em relação aos problemas da reprodução e do sexo. Tornou-se legítima a sua abordagem e a sua divulgação sem escândalo nos meios de comunicação social. Em consequência dos progressos científicos e sociológicos criaram-se nas últimas décadas os instrumentos necessários para por um lado controlar o crescimento excessivo das populações e por outro para aumentar a produção animal. Neste último capítulo assume uma importância muito particular a chamada fecundação artificial cujos avanços tiveram reflexos espectaculares não só na melhoria quantitativa e qualitativa da produção animal como na abordagem..

Versão integral em PDF: